Sobre o autor

sstefani4S Stéfani

Jornalista especializado em economia faz o acompanhamento sistemático da indústria automobilística, seus fornecedores de componentes ou serviços e concessionários. Com ênfase em cenários, conjuntura, projeções, estratégias, gestão, administração, produção, vendas, marketing, engenharia e tecnologia.

Formado pela Faculdade de Jornalismo Casper Libero, acompanha o setor automotivo desde que passou a atuar como jornalista, no começo dos anos 1 970, na revista Transporte Moderno, então do chamado Grupo Técnico da Editora Abril.

A formação em economia se deu no jornal Gazeta Mercantil, no qual permaneceu por vinte anos, fez diversos cursos de especialização e atuou como repórter, repórter especial, editor, editor sênior e diretor, sempre com o foco principal no setor automotivo.

É membro do Conselho Editorial da AutoData Editora e escreve semanalmente artigos para a Agencia AutoData, sempre com interpretações sobre os fatos e os contexto que estão marcando e modificando a vida do setor automotivo.

São estes artigos que formam a base deste blog que foi criado com o objetivo de pensar e registrar a crônica da industria automobilistica no Brasil, sempre sob o ponto de vista da política, da economia e dos negócios.

Escreve, também, para a revista AutoData e participa, como palestrante, coordenador ou debatedor, dos diversos seminários e works promovidos pela AutoData Seminários, empresa coligada da AutoData Editora.

A ligação com a AutoData Editora vem desde a sua fundação, em meados da década de   1 990, quando foi criada por cinco jornalistas — Fred Carvalho, Marcio Stefani, S.Stefani, Sergio Duarte e Vicente Alessi, Filho — inicialmente para editar newsletter quinzenal que já nascia como objetivo de fazer a crônica econômica do setor.

Como colaborador, já escreveu também para as revista AutoEsporte, Moto Jornal, Duas Rodas, Exame e, ainda, Playboy, publicação na qual conquistou o Prêmio Esso de Jornalismo Econômico com matéria — “Os 403 dias que abalaram o império” — que mostrava até onde podem chegar os reflexos do lançamento equivocado de um automóvel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>